Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porto de Futuro

As pessoas e as ideias por detrás das empresas. O Porto como ponto de partida.

Porto de Futuro

As pessoas e as ideias por detrás das empresas. O Porto como ponto de partida.

Caderno reutilizável convence júri do Startup Pitch Day do UPTEC

Um caderno que pode ser reutilizado vezes sem conta foi a ideia de negócio eleita pelo júri do Startup Pitch Day da 4ª edição do Programa de Aceleração de Startups do UPTEC. O EcoBook permite escrever, apagar com um simples guardanapo.

 

Dar a conhecer a ideia de negócio com um pitch de 180 segundos era o desafio dos 18 projetos empresariais que estiveram presentes no Startup Pitch Day do UPTEC - Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, que decorreu esta segunda-feira na FEP – Faculdade de Economia da Universidade do Porto.

 

O EcoBook, um quadro branco em forma de caderno, convenceu o júri e recebeu o 1º prémio do evento. Ecológico pela fácil reutilização de páginas, económico porque evita o gasto em folhas que servem apenas para rascunhos, e prático porque é possível manter a informação durante muito tempo ou apagá-la instantaneamente.

 

O júri do evento atribuiu, ainda, três menções honrosas. Na área das indústrias criativas, o EcoCubo reuniu as preferências. O projeto de arquitetura e design pretende colmatar deficiências no alojamento do turismo de Natureza com um módulo habitacional de baixo custo, amovível, funcionalmente flexível e sustentável.

 

Na área de bio, um sistema integrado de monitorização infantil, composto por um dispositivo móvel, uma plataforma web e um baby pin foi o selecionado. A AppyBaby combina o poder dos alertas em tempo real, uma rede social parental e informação pediátrica científica.

 

Já na área tecnológica, o projeto empresarial eleito foi a Atiiv, a app que pretende ser a melhor amiga dos personal trainers. A plataforma facilita a gestão de clientes, permite fazer planos de treino e nutricionais, marcação de sessões, avaliações físicas e métricas, entre outras funcionalidades.

 

Fonte: UPTEC

Ideias “aceleradas” para negócios vencedores

Uma tecnologia que extermina “bugs” informáticos das empresas, drones "nadadores-salvadores", uma plataforma que nos ajuda a ficar mais bonitos e um estúdio que quer tornar as nossas ruas e praças mais agradáveis. Ideias transformadas em negócios que foram apresentados ao público, no Porto.

 

Ao todo, 17 novos projetos empresariais das áreas de tecnologia, indústrias criativas e biotecnologia e mar participaram na terceira edição do Programa de Aceleração de Startups do UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto. Segunda-feira foi o dia “P”, de pitch, com a apresentação final das ideias de negócio ao público, possíveis investidores e a um júri que, no fim, escolheu os vencedores. O evento decorreu na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

 

Mas antes de entrarmos em detalhes sobre os projetos, convém perceber o que é isso de acelerar ideias. Através do programa de aceleração, o UPTEC faz com que o mundo das ideias conheça o mundo dos negócios. O que nem sempre é fácil. Durante seis meses, os projetos escolhidos para participar no programa frequentam workshops, reuniões individuais, recebem o apoio de vários mentores e participam em eventos para angariar contactos. O objetivo é transformar uma ideia inovadora num negócio dotado das ferramentas necessárias para conquistar o seu espaço no mercado. As inscrições para a quarta edição do programa de aceleração terminam nesta quinta-feira.

 

O dia do pitch

 

O culminar desta escalada é a apresentação da ideia de negócio num tempo reduzido (três minutos e 20 segundos, com direito a buzina para quem passar), num dia que é também uma celebração para aqueles que chegam ao fim do programa e iniciam uma nova fase no seu negócio. Muitos projetos da área tecnológica, como a Beauti, a Digital Soul Games ou a SIMI, aproveitaram o dia do pitch para apresentarem novidades – novo site, novos jogos e um novo cliente.

 

 

Durante o pitch, os projetos têm de vender o seu peixe da melhor maneira. Um “peixe” que pode ser tão variado como um protótipo para transformar qualquer bicicleta normal numa bicicleta elétrica (eMotion), um projeto que quer ajudar os agricultores a produzirem mais e melhores cogumelos (Melus), a reutilização de resíduos e sub-produtos industriais para criar objetos de design (Matter) ou uma sessão de “detox” digital através do teatro (Theatre for Enterpreneurs). Provas de que qualquer ideia pode ser transformada em negócio, contrariando, em parte, a moda das aplicações e das plataformas online.

 

No fim de uma tarde cheia de projetos, sangue na guelra e ambiente informal, o júri deu o primeiro prémio a Crowbar, uma startup especializada em testes de software e que desenvolveu uma tecnologia capaz de encontrar "bugs" de forma a reduzir até 75% a quantidade de tempo gasta em depuração. A Beauti (plataforma para profissionais e clientes de beleza e bem-estar) recebeu a menção honrosa na área de tecnologia, a Still Urban Design (estúdio de urbanismo de desenho bioclimático) foi distinguida no setor criativo e o Sky Angel (drone especializado na prevenção de morte por afogamento) foi o escolhido pelo júri na área de biotecnologia e mar.

 

Daqui a seis meses, sai mais uma “fornada” de ideias aceleradas. Até lá, vamos tentar conhecer um pouco mais os projetos distinguidos nesta edição do programa de aceleração.

 

Fonte: SAPO

22 ideias apresentadas no Startup Pitch Day do UPTEC

Startup Pitch Day do UPTEC

 

O Startup Pitch Day do UPTEC distinguiu as duas melhores apresentações de startups. A WiseNetworks não teve o melhor discurso, mas acabou por sair a ganhar deste evento.


Em seis meses de gestação de ideias de negócio, a mais recente leva de 22 pré-incubadas do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC) garantiu mais de 87 mil euros de capital destinado à constituição de empresas. Quase metade do investimento foi garantido na quarta-feira no Startup Pitch Day, quando o governo chileno fez saber da intenção de investimento de investimento de 40 mil dólares na startup WiseNetworks. 

 

A revista Exame Informática esteve a acompanhar o evento e conta-nos tudo aqui.

 

Foto: Exame Informática

Olá!

Seja bem-vindo. Se chegou até aqui veio à procura de ideias novas, negócios em ascensão e mentes criativas. Este blog é o lado mais visível da parceria entre o Portal SAPO e o UPTEC - Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto. Fique mais um pouco e sinta-se em casa :)

UPTEC

SAPO

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mensagens

Posts mais comentados