Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porto de Futuro

As pessoas e as ideias por detrás das empresas. O Porto como ponto de partida.

Porto de Futuro

As pessoas e as ideias por detrás das empresas. O Porto como ponto de partida.

BUSeBUS: plataforma facilita aluguer de autocarros

Alugar um autocarro para uma excursão nem sempre é tarefa fácil e, até então, não existia em Portugal um site onde fosse possível procurar empresas e comparar orçamentos. Agora, há um novo projeto que descobriu esta falha no mercado e promete ajudar, e muito, neste processo.

 

Chama-se BUSeBUS e nasceu para facilitar o aluguer de autocarros para excursões ou passeios. É uma plataforma online que permite pedir orçamentos para uma determinada viagem, comparar propostas, alugar o autocarro e pagar o serviço.

BuseBus.jpg

 

O projeto, criado por quatro jovens, apresenta-se como a solução de aluguer de autocarros mais simples e cómoda da atualidade. “Hoje em dia, quem precisa de alugar um autocarro, ou faz uma pesquisa na Internet, que lhe devolve sempre os mesmos resultados, ou utiliza contactos que já tenha. Assim, as pessoas nunca sabem se haverá outra empresa que pudesse dar um melhor orçamento, nem as próprias empresas têm essa oportunidade de se mostrarem a novos clientes”, explica Miguel José Monteiro, co-fundador da BUSeBUS.

 

No futuro, serão incluídos outros fatores que ajudem o cliente a escolher a proposta, como fotos dos autocarros, onde vão viajar, ou a opinião e classificação de outros utilizadores sobre a empresa. Brevemente, os clientes poderão fazer o pagamento do serviço online. Ainda em perspectiva está o transporte regular de passageiros, permitindo a qualquer pessoa comprar um bilhete online de carreira de qualquer empresa ou rota, e ainda a criação de uma ferramenta de gestão personalizada para as empresas de autocarros.

 

O projeto está a participar no programa de aceleração de start-ups do UPTEC e vai marcar presença na BTL - Feira Internacional do Turismo, em Lisboa, entre 25 de fevereiro e 1 de março.

 

Fonte: UPTEC

Quer ter uma alimentação mais saudável? A Ilovemi pode ajudar

A falta de tempo e de imaginação são muitas vezes as culpadas por não se fazer refeições mais saudáveis. O pouco conhecimento e o preço elevado de alguns produtos também acabam por afastar-nos de um objetivo tão desejado mas nem sempre realizado.

 

No Porto, há um projeto que juntou todos estes ingredientes numa nova receita: uma empresa de comida saudável e inteligente ao domicílio. A Ilovemi – My Intelligent Food surgiu em novembro pela vontade de duas nutricionistas, Ana Cunha e Ana Terra.

ilovemi.png

Ana Cunha e Ana Terra. Foto: FCNAUP

 

“A verdade é que nos dias de hoje não é fácil ser saudável. Estamos constantemente a ser confrontados com alimentos processados muito apelativos sensorialmente, porém muito nefastos para a saúde. E é justamente por existir pouca oferta de comida saudável no mercado, que nós existimos”, afirma Ana Terra.

 

empresa acompanha o cliente desde o planeamento nutricional até à confeção e entrega da refeição em casa ou no trabalho. Existem três planos orientados para diferentes objetivos (manutenção, emagrecimento e rejuvenescimento). Para cada plano, foram pensadas mais de 100 receitas saudáveis e ajustadas às necessidades nutricionais de cada pessoa.

 

Nos “menus” estão presentes: “cereais unicamente integrais, muitos legumes e vegetais frescos, leguminosas, proteínas de alto valor biológico, frutos secos e sementes”. “Trabalhamos muito nas fichas técnicas para chegarmos a um equilíbrio de macronutrientes, assim como um balanço positivo de nutrientes no final da semana”, explica Ana Terra, que está no 4º ano Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP).

 

A Ilovemi opera nas cidades do Porto, Maia, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, mas promete chegar em breve até Lisboa e a outras áreas do país. O balanço dos primeiros três meses de funcionamento é positivo: “para já as perspetivas são boas e estamos muito motivadas, resultado da crescente aceitação e feedback positivo. Estamos a trabalhar para criar uma empresa sustentável”.

 

As ementas para almoço e jantar podem ser encomendadas por telefone ou internet. O preço da ementa individual (refeição e infusão) começa nos 6.90 euros, a que acresce uma taxa de entrega de 1.50 euros. Se for para mais de uma pessoa, a entrega é gratuita.

 

Fonte: Universidade do Porto

UPTEC é um exemplo positivo na utilização de fundos comunitários

O UPTEC - Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto foi escolhido pela União Europeia como um exemplo português da boa utilização de fundos europeus para a promoção do crescimento económico e da criação de emprego.

 

Em menos de sete anos de existência, o UPTEC contribuiu para desenvolver uma verdadeira economia de conhecimento no norte do país, apoiando 187 projetos de negócio e contribuindo para criar mais de 1200 empregos qualificados na região do Porto.

unnamed.jpg

Por ser uma ilustração concreta da ação da UE no nosso país, a entidade selecionou o Parque para fazer parte da campanha União Europeia Trabalhamos para si, lançada ontem pelo Comissário Europeu da Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas. Esta campanha, que pretende explicar aos cidadãos como a União Europeia contribui de forma concreta para o crescimento económico, será lançada em seis países-piloto, indo para o ar em Portugal a 28 de novembro.

 

Como exemplo do trabalho desenvolvido pelo UPTEC foram selecionadas três startups: WiseCrop, LIKEarchitects e Veniam. O Wisecrop permite fazer a monitorização de plantações agrícolas, oferecendo ao produtor indicadores de apoio à decisão, modelos avançados de previsão e ainda a possibilidade de integração com o sistema de rega. A prática dos LIKEarchitects, de carácter experimental e provocatório, situa-se entre a arquitetura, a arte e a instalação, e tem encontrado nas intervenções efémeras um processo de experimentação espacial e material, investigando novos campos de ação da arquitetura. Por sua vez, a Veniam é uma empresa de base tecnológica que comercializa tecnologias de redes sem fios para comunicação entre veículos, com especial enfoque em aplicações de mobilidade inteligente e na ligação de veículos à Internet.

 

Para apoiar esta campanha, e porque uma imagem vale mais que mil palavras, os artistas portuenses Frederico “Draw” e Nuno “Third” Palhas, criaram uma instalação artística a ilustrar as três histórias das empresas apoiadas pelo UPTEC. As obras de arte estarão disponíveis ao público em geral a 20 e 21 de novembro, no Torreão Nascente do Terreiro do Paço, em Lisboa.

 

Desde o início da crise financeira, a UE tem sido o principal investidor em Portugal. Com um novo orçamento global de 21 mil milhões de euros alocados ao país para o período de 2014-2020, a UE pretende contribuir para diminuir o desemprego que continua a afetar um em cada seis portugueses e mais de um em três jovens no país. Esta campanha de informação centra-se, assim, na forma como a UE investe para melhorar o empreendedorismo e a inovação empresarial em Portugal, bem como para desenvolver o emprego jovem e para dinamizar a economia local, sobretudo graças à partilha de I&D entre o mundo académico e empresarial.

 

Fonte: UPTEC

Olá!

Seja bem-vindo. Se chegou até aqui veio à procura de ideias novas, negócios em ascensão e mentes criativas. Este blog é o lado mais visível da parceria entre o Portal SAPO e o UPTEC - Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto. Fique mais um pouco e sinta-se em casa :)

UPTEC

SAPO

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mensagens

subscrever feeds

Posts mais comentados